top of page
Buscar
  • elano53

Planos de saúde denunciam fraude generalizada em testes Covid



Os planos de saúde obrigatórios na Suíça estimam que cerca de CHF20 milhões (US$ 20,02 milhões) poderiam ter sido desviados até o momento por esquemas que envolvem contas falsas para testes Covid.


A televisão pública suíça informou ontem sobre numerosos casos de pessoas que notaram que suas contas de seguro de saúde incluíam testes Covid que nunca haviam feito.


"Estimamos que 1% de todos os testes Covid não foram faturados corretamente, que a fraude presumivelmente ocorreu e que certos testes foram contados duas ou três vezes, ou não aconteceram", disse Matthias Müller da Santésuisse - a federação dos planos de saúde suíços - à televisão pública SRF.


O papel dos diferentes atores na fraude ainda não está claro, diz a televisão pública RTS. Mas uma prática presumida é o "factoring", no qual um fraudador trabalha em conjunto com um centro de testes e um médico certificado para enviar lotes de contas falsas aos planos de saúde, que depois as reembolsam.


O custo dos testes Covid na Suíça foi amplamente assumido pelas autoridades públicas, exceto em certos casos como pessoas assintomáticas ou aquelas que fazem um teste para viajar ao exterior.


Investigação


Vários planos de saúde têm incentivado os segurados a sinalizar qualquer conta de testes suspeitos. "Esses custos são um ônus para as autoridades federais e, portanto, para os contribuintes", disse a seguradora de saúde SWICA.


O Departamento Federal de Saúde Pública (FOPH) está atualmente investigando o caso, e decidirá em breve se deve ou não iniciar procedimentos legais, disse a RTS.


Desde o início da pandemia em 2020, mais de 23 milhões de testes - PCR e antígeno - foram realizados na Suíça, de acordo com dados da FOPH.


12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Kommentare


bottom of page